O passo a passo na importação de brinquedos no Brasil

Não importa a data comemorativa, para as crianças essas datas são ótimas oportunidades para se ganhar presentes e mais precisamente: brinquedos. Como a importação de brinquedos no Brasil é quase um tabu vamos te ajudar tirar essa mentalidade aqui nesse post.

O problema é que alguns brinquedos expostos nas prateleiras das lojas não são fabricados no Brasil principalmente os personagens da Disney ou super-heróis. A maioria é importado de países como os Estados Unidos e a China, o que de fato ajuda a justificar os altos valores repassados ao consumidor.

A importação de brinquedos no Brasil é muito comum, mas com certeza é um processo complexo e que exige cuidado devido as normas para fazer a importação desse tipo de mercadoria que incluem a licença de importação da Inmetro e até análise da classificação de idade de todos os brinquedos.

Definitivamente a importação desse tipo de mercadoria não deve ser feita de qualquer forma. Os itens importados são direcionados a crianças e é por isso devemos ter o cuidado maior quanto isso, priorizando brinquedos que de fato sejam muito seguros a criança e que evite acidentes desagradáveis.

Quer detalhes sobre fazer a importação de brinquedos no Brasil? Confira.

Importação de brinquedos no Brasil

importação de brinquedos no Brasil

  1. Habilitação da empresa na Receita Federal (RADAR)

O primeiro passo para a importação de brinquedos no Brasil é comparecer na Receita Federal e tirar sua habilitação de Sistema Integrado de Comércio Exterior (Siscomex), conhecida como RADAR. Sem ela será impossível fazer a importação, por isso é recomendado antes mesmo de cogitar a importar brinquedos que você comece o processo de habilitação no sistema RADAR.

  1. Pesquisa de fornecedor e dos brinquedos a serem importados

Assim que você conseguir seu registro no RADAR será necessário começar a pesquisar um fornecedor de confiança e claro, os brinquedos que deseja importar. Esse passo é tão importante quanto o processo de registro, pois você precisa encontrar um fornecedor confiável e que vai fazer o seu papel de enviar a mercadoria, assim como garantir a qualidade dos brinquedos.

  1. Análise do brinquedo devido a faixa etária e entre outros

Antes de começar a cogitar a importação do brinquedo é preciso procurar um Certificação de Produtos (OCP) credencial para que faça uma consulta a respeito do brinquedo no órgão fiscalizador avaliando se o produto precisa ou não de certificação compulsória, que vai analisar se o produto oferece o máximo de segurança para a criança com faixa etária apropriada ao mesmo.

  1. Selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia

Todos os brinquedos comercializados no Brasil precisam do selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia – Inmetro. No caso, o selo é cedido apenas após a certificação compulsória emitida por um OCP e nele deve vir não apenas a marca do organismo acreditador, como também qual foi o foco da certificação (saúde e segurança) e claro, a marca do Inmetro.

  • Acima citamos os passos mais importantes, mas o passo a passo para fazer a importação é mais completo, pode ser que seja necessário:

– Mecanismos de Avaliação da Conformidade

– Procedimentos de Coleta da Amostra para Ensaio

– Emitir documento para Licenciamento de Importação Não-Automático

– Seguir critérios para definição do lote

– Analisar o Custo Total da Certificação

– Realizar os Procedimentos Aduaneiros na Liberação da Carga

– Fazer Dispensa de Certificação Compulsória

– Entre outros.

O processo em si para fazer a importação de brinquedos no Brasil é muito complexo, por isso o recomendado é procurar um despachante aduaneiro ou especialistas em importação que possam te direcionar no processo, não tendo o risco de cometer falhas que te impossibilitam de recuperar as suas mercadorias importadas, assim como colocá-las para vender em suas lojas.

Recomendados Para Você:

Add Comment

Você conhece o Melhor Redirecionador de Encomendas dos EUA? Clique No Botão >>Veja Aqui!